sábado, 29 de novembro de 2014

Questão da semana 4

Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer

Concurso Dos 0 aos 100

Data limite de entrega - 5 de dezembro de 2014


Número enigmático

A soma do quíntuplo de um número com o seu dobro é 84.

Qual é o número?

Retirado de Educação e Matemática N.º 27

Boas resoluções!

Depois do limite de entrega:

Nesta semana responderam: 1 aluna de 2º ano, 1 aluno de 3º ano, 1 aluno de 4º ano, 2 alunos de 5º ano, 1 aluna de 6º ano, 1 aluna de 6º ano, 1 aluno de 8º ano, 2 alunas de 9º ano e o Caracol.
A proposta de resolução é a seguinte:

Os vencedores foram 3 com as seguintes resoluções:

Aluno de 8º ano

Aluna de 9º ano

Aluna de 9º ano

Como dá para ver, esta questão teve mais participantes de 2º e 3º ciclo.
Porquê?
Porque a linguagem utilizada no enunciado é a linguagem que é utilizada nestes anos.
Quando utilizamos linguagem adequada a problemas de 1º ciclo, linguagem mais simples, os que já avançaram de nível sentem dificuldade em simplificar o raciocínio, achando extremamente difícil a interpretação.
Eles chegaram e ganharam!

Claro que seria de esperar que o 1º ciclo sentisse muitas dificuldades com este problema, mas mesmo assim alguns arriscaram e responderam corretamente.
A ajuda dos pais é preciosa e queremos agradecer por tornarem possível a sua participação neste concurso.

Boas questões!




quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Questão da semana 3

Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer

Concurso Dos 0 aos 100

Questão da semana 3

Data limite de entrega - 28 de novembro de 2014

Água, água!...

O João passou férias em África em casa do seu amigo Roberto.
Entre muitas aventuras que correram, conta-se a exploração ao deserto de AHA.
Durante uma tempestade de areia, perderam o mapa e a bússola e ficaram completamente perdidos. Fazia um calor terrível e a água era pouca.
No primeiro dia beberam um quarto da água que levavam. No segundo dia beberam um terço da água que restava e, além disso, 6 copos mais. Quando, nessa tarde, o pai de Roberto os encontrou só lhes restavam 3 copos de água.

Que quantidade de água tinham levado para esta exploração? A resposta deve ser dada em copos.

Retirado de fonte desconhecida

A pedidos de várias pessoas, aqui fica a questão da semana que está a decorrer.
E esta acaba só amanhã!
A participação também pode ser online ;) e, como o nome do concurso diz, é dos 0 anos de idade aos 100!

Boas resoluções!

29 de novembro, um dia depois da data limite de entrega:

Este desafio foi visto como sendo muito difícil, se calhar por ser semana de testes para o 2º e 3º ciclos.
Responderam durante esta semana 1 aluna de 2º ano, 2 alunos de 4º ano, uma aluna de 6º ano e o Caracol (fora de tempo).
A proposta de resolução, mais adaptada a 2º e 3º ciclos, é:


O vencedor é do 4º ano e apresentou a seguinte estratégia:



quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Questão da semana 2

Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer

Concurso Dos 0 aos 100

Questão da semana 2

Data limite de entrega - 21 de novembro de 2014

Depressa, o que vem a seguir?

O que vem a seguir na sequência de letras que se segue?


U, D, T, Q, C, S, S, ___, ___, ___, ___


Retirado de Brincando com a Matemática


Depois das respostas entregues, a proposta de solução foi:

Nesta semana quem se arriscou a responder foi: 1 aluna de 2º ano, 1 aluna de 3º ano, 2 alunos de 4º ano, 2 alunas de 6º ano, 1 aluno de 9º ano e o Caracol.

Muitos desistiram por ser impossível, difícil demais... Depois de saberem a resolução riram-se, pois era bastante simples.

4 acertaram na resposta mas os vencedores foram 2 e deram as seguintes respostas com as respetivas estratégias:
Resposta de uma aluna de 2º ano



Resposta do Caracol

Boas resoluções!



segunda-feira, 24 de novembro de 2014

sábado, 22 de novembro de 2014

Necessidades Educativas Especiais


Como sabemos quais as crianças que têm necessidades educativas especiais?

Se pensamos que são os invisuais (cegos), surdos, mudos, pessoas com deficiências físicas, e os mais variados "síndromes", estamos enganados...

Muitos são os cursos que habilitam os profissionais, normalmente mais ligados à educação, a trabalhar com as variadas necessidades educativas.

Para simplificar, foram divididas as necessidades em várias categorias:
- Motoras - a nível físico, dificuldade em movimentos básicos, normalmente mais visível a quem não conhece a pessoa
- Visuais - com problemas de visão, cegueira
- Auditivas - com problemas de audição (surdos ou com dificuldade em ouvir), de fala (mudos ou dificuldade em falar)
- Aprendizagem - para nós mais graves porque não se conseguem perceber à primeira vista e normalmente só são detetadas quando há provas escritas e orais, quando há maus comportamentos ou atitudes ditas não normais

Nestas incluímos também:
- perturbações emocionais e de comportamento, de caráter sensorial
- problemas intelectuais e mentais, de caráter mental
- dislexia, disgrafia, disortografia, discalculia, dispraxia, problemas de perceção auditiva e visual, problemas de memória de curto e longo prazo, todas elas de caráter processológico
- Autismo/síndrome de Asperger, de caráter desenvolvimental

Do desenvolvimento comportamental, emocional e social, destacamos também as dificuldades emocionais e comportamentais, défice de atenção e hiperatividade, síndrome de Tourette (tiques)

Tudo isto parecem conceitos e chavões que se ouvem falar mas que nunca pensamos ser problema que possa aparecer na nossa família ou círculo de amigos.

Mas será que nunca vimos no nosso meio, em alunos que apresentam notas mais baixas em algumas disciplinas, os seguintes comportamentos?
- Ler ota em vez de ato
- Dizer que um b é um d e que um q é um p
- Omitir, saltar ou adicionar palavras a um texto
- Não saber, hoje, a tabuada que sabiam ontem
- Dar a mesma resposta a 3 problemas de matemática
- Confundir o ontem com o amanhã
- Não conseguir repetir o que acabou de ouvir
- Não ver diferenças entre pá, pé e pó
- Escrever 41 em vez de 14
- Parecer estar sempre a falar e a rir
- Conseguir falar sobre Platão, mas não conseguir nomear os dias da semana
- Não prestar atenção a quem fala com elas
- Conseguir lembrar-se de anúncios televisivos, mas não conseguir lembrar-se do seu número de telefone
- Parecer não ver para onde se dirige, bater em portas, nas cadeiras, tropeçar nos próprios pés
- Gostar que tudo seja feito da mesma forma
- Perder coisas ou não saber onde as põe
- Esquecer para onde deve ir
- Distrair-se com muita facilidade
- Parecer não recordar-se de nada
- Ter dificuldade em executar tarefas que são pedidas
- Ser difícil seguir instruções

No Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar, pensamos em cada aluno como uma pessoa individual e que é muito mais do que apenas um aluno que vai para a escola e vem ter connosco para ajudar a estudar.
Para além de ajudarmos a estudar, tentamos perceber realmente qual é o problema, mesmo que seja emocional, para conseguirmos encontrar uma solução de longo prazo e não apenas pequenas ajudas de curto prazo que servem apenas para ter positiva nos próximos testes.

O rastreio gratuito de Necessidades Educativas Especiais é para qualquer aluno que sinta algum tipo de dificuldade, mesmo não frequentando o Espaço Crescer. Para saber mais contacte-nos através de espacocrescer2012@gmail.com.

Bons rastreios!!





sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Concurso Dos 0 aos 100


No dia 10 de novembro deste ano, começou uma nova era no Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar, http://espacocrescer2012.wordpress.com/.
Demos início ao Concurso Dos 0 aos 100, que consiste em propor um problema semanal a todos os alunos do 1º ano ao 9º ano de escolaridade.
Todas as sextas-feiras devem entregar o problema da semana e nessa mesma sexta-feira recebem o problema da semana seguinte para resolver até à próxima sexta-feira.
Há um quadro de registo com os vencedores da semana e no final do mês há o grande vencedor do mês que será quem vencer mais vezes nesse mesmo mês.
Há lugar para mais do que um vencedor, pois o que conta são as melhores estratégias encontradas e a solução certa.
A adesão foi boa! O receio de errar dos mais pequenos é notório. A falta de prática em resolução de problemas dos mais velhos também se destaca, pois são os que apresentam estratégias menos elaboradas.
Temos um participante que não frequenta a escola, o Caracol, Transportes Personalizados, https://pt-br.facebook.com/caracoltransporte, pois os alunos que vêm para o Espaço Crescer utilizando esta via, conversam sobre isso no caminho e assim o desafio é mais um motivo de boa conversa!

O primeiro problema foi:

Problema do caracol

Um caracol deparou-se com um obstáculo inesperado quando procurava um novo local para se alimentar.
O obstáculo consistia num muro com 10 metros de altura.
Para ultrapassar o muro, o caracol subiu todo o dia e descansou durante a noite. De manhã, verificou que, apesar de na véspera ter subido dois metros, durante a noite, ao descansar, escorregara um metro.
Não desanimou e reiniciou a subida, tendo-lhe acontecido exatamente o mesmo que no dia anterior.
Ao fim de quantos dias o caracol ultrapassou o muro?

Nesta semana participaram: 1 aluna do 2º ano, 1 aluna do 3º ano, 4 alunos do 4º ano, 2 alunos do 5º ano, 3 alunos do 6º ano, 1 aluno do 7º ano, 2 alunos do 9º ano e o Caracol.

Subiram ao pódio 3 vencedores, sendo uma das resoluções a que está em cima, e as outras duas:


Para além destas resoluções, foram apresentadas mais 3 possíveis formas:







Os problemas têm dado que falar e que pensar e era mesmo essa a intenção!

Bons problemas!



terça-feira, 18 de novembro de 2014

Rastreio de Necessidades Educativas Especiais


Destinado a Crianças e adolescentes!

Basta ter dúvidas sobre a forma de aprender, escrever ou sobre o comportamento, para ser pertinente fazer um rastreio de necessidades educativas especiais.

Já ouviu falar de:
Discalculia?
Dislexia?
Défice de Atenção?
Hiperatividade?
Comportamentos desviantes?

Muitas são as dificuldades que podem ocorrer em cada criança e/ou adolescente e importa saber quais são para que o desempenho escolar seja efetivamente melhorado.

Por vezes estudar como é tradicional não chega...

Se for esse o caso, inscreva-se e saiba mais sobre o acompanhamento a crianças com Necessidades Educativas Especiais no Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar.

Preço: GRATUITO, com inscrição obrigatória

Hora: 10h às 13h

Dia: 6 de dezembro de 2014

Contacto para inscrição: 968839140, espacocrescer2012@gmail.com ou nas nossas instalações

Saiba mais sobre este acompanhamento especializado em http://espacocrescer2012.wordpress.com/inscricoes/acompanhamento-de-criancas-com-necessidades-educativas-especiais/

Bons rastreios!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Melhorar Atenção e Concentração


Depois de 2 anos letivos a lidar com dificuldades de atenção e concentração em idade escolar que, grande parte das vezes, se refletem nas classificações dos testes, criámos agora uma tarde dedicada à prática de técnicas para melhorar estas capacidades.

Sábado, dia 15 de novembro, das 15h às 18h, mais direcionado para pais, educadores, professores e alunos, ou seja, pessoas em idade escolar, terá lugar no Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar, o Workshop Melhorar Atenção e Concentração.


Como estas são capacidades que fazem falta em qualquer idade e contexto, é também pertinente para adultos que queiram conhecer várias técnicas que podem utilizar para desenvolver a atenção e concentração, sem despender muito tempo e sem custos.

Para inscrições contacte-nos através de 968839140 ou espacocrescer2012@gmail.com.

Boas concentrações!

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Dar vida


Mais uma sessão de escrita criativa que gostaria de partilhar aqui:

A história de uma girafa

Era uma vez uma girafa que era diferente de todas as outras. Ela era mais simpática, mais baixa, as suas manchas eram de cor diferente e as suas orelhas eram mais largas e mais pequenas. Seus olhos eram verdes e reluziam ao escuro.
A sua vida era muito agitada, andava sempre de um lado para o outro.
Em sua casa tinha montes de tarefas: ou limpava a casa, ou ía fazer compras ao mercado. Ela ficava cansada.
O seu filho estava de minuto em minuto a chateá-la para se despachar para o levar a casa do amigo brincar. A mãe tentava mas era impossível.
Ela pedia ao filho para a ajudar, mas ele não gostava de ajudar. Ele começou a disparatar com a mãe por não conseguir levá-lo a casa do amigo. A mãe fez entender que se ajudasse era mais rápido. O filho disse que para a próxima ajudava.

menina de 9 anos

A bebé enfermeira

Num belo dia de verão, dois senhores estavam apaixonados e casaram. Passado um ano, a senhora engravidou e teve um bebé que se chamava Coração. Quando ela cresceu, já tinha 20 anos, os pais diziam para ela ser empregada de mesa mas ela queria ser enfermeira e foi enfermeira sem os pais saberem. Mas depois, os pais decidiram que a deixavam ser enfermeira e nunca foi despedida pois era boa demais.

menina de 9 anos 

Era uma vez um pirata. O papagaio era amigo dos piratas. Os piratas não sabiam do papagaio que era amigo dos piratas. Encontraram o papagaio morto e os piratas venceram.

menino de 8 anos

A história do Pico

Era uma vez um pirata que gostava da coruja. Então fez um desenho com a Anabela. O pirata disse à coruja "Podemos dar uma volta?". E ela disse "Sim, capitão!"
Um pato passou a fazer qua-qua com o puff e uma menina disse "Pronto, já está." Disse à coruja que estava no mar. A coruja disse ao capitão "Ok".

ditado de uma menina de 4 anos

Alguns textos são, no mínimo, curiosos... Apenas fiz pequenas correções para que não se perdesse o sentido dos textos.
De que forma se processará o raciocínio destes pequenos?

Boas escritas!

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Álbum de setembro e outubro de 2014


Final das férias escolares de verão 2014, festas de aniversário, construção e inauguração de novas salas, nova carrinha da parceria Caracol, Halloween...
São momentos registados e aqui partilhados para quem gosta de estar a par do que o Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer vai fazendo!
Boas recordações!

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

O contágio da escrita

Durante as férias escolares no Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar, há sempre um momento semanal dedicado à escrita criativa.
A curto prazo não se verificam grandes resultados, mas a longo prazo já nos apercebemos do contágio que a liberdade da escrita está a ter.
Foi o que aconteceu num dia em que uma menina de 11 anos nada tinha para fazer de obrigatório e pediu para escrever uma história ilustrada.
Claro que a oportunidade foi aproveitada e o resultado foi este:

Certo dia, uma jovem menina chamada Beatriz, recebeu um pedido de casamento do seu amado chamado David. Ele era ruivo e tinha olhos azuis mas era cínico.

Passado três meses casaram-se, mas antes de Beatriz entrar na igreja apareceu-lhe uma velhinha vestida de preto e disse-lhe:
- Minha querida Beatriz, David é mafioso.
- Vá-se embora! Nada vai estragar o meu casamento. - disse Beatriz.
- Ele só quer a tua riqueza. - Disse a velhinha indo-se embora.

No dia a seguir ao casamento, David disse a Beatriz:
- Beatriz, ahahahah... Tu és mesmo burra! Eu quero o divórcio.
- Oh, Oh...! O divórcio? Só podes estar a brincar...
- Não, não estou a brincar. Quero o divórcio e quero todas as tuas riquezas.
- Está bem! Vai-te embora.
Coitada da Beatriz, vai ficar sem riquezas, bem lhe disse a velhinha...

O que podemos verificar com esta pequena história?
Que esta menina dá muitos menos erros do que dava, já não tem aversão à escrita, o que se passa na sua cabeça a entrar na adolescência e que gosta de criar. Será só isso?
Deixo aqui a ideia para os educadores dos vários contextos.
A escrita criativa é uma escrita dedicada à liberdade de cada escritor. Demora tempo, muito tempo... Mas quando tomamos o gosto por essa liberdade, apenas queremos voar pelas letras!

Boas escritas!